Guadalupeças: Especial Game Of Thrones

Nessa edição do Guadalupeças, o foco principal foi o torneio de A Game Of Thrones: The Card Game organizado com o apoio do pessoal do Senhores dos Jogos. Além disso, disponibilizamos também A Game Of Thrones: The Board Game e Battles Of Westeros. Mas a grande variedade de jogos em nada não foi afetada. Apesar de estar cada vez mais dificil decidir o que levar em virtude do crescimento da coleção, procuramos sempre trazer opções bem variadas para agradar todos os públicos. Ainda temos os participantes que sempre colaboram trazendo seus próprios jogos.

 Prêmios do torneio de A Game Of Thrones: The Card Game 

Outros destaques dessa edição foram o Filipe Cunha da Pensamento Coletivo que marcou presença demonstrando o MagnaCash, um acessório que substitui os frágeis dinheiros de papel de alguns jogos e os Senhores dos Jogos vieram com dois jogos para playteste, o já conhecido Jogada de Craque, que mais uma vez não joguei e um divertidíssimo cardgame com tema de padaria chamado Mão na Massa.

Comecei o dia com o torneio de A Game Of Thrones: The Card Game, foram 4 partidas com limite de tempo de 50 minutos cada. Jogamos 2 partidas, pausa para o almoço e mais 2 partidas. Eu fui com deck Lannister toda iludida que ia conseguir alguma coisa, mas fui massacrada. Até porque dos 10 participantes do torneio, 6 estavam de Lannister. Os outros 4 ficaram divididos entre Stark e Targaryen. Nenhum Martell, Greyjoy ou Baratheon.

A primeira partida foi a que me sai melhor, foi contra deck Targaryen. Eu estava conseguindo descer minhas cartas tranquilamente e conquistar poderes, durou quase todo o tempo disponível. Porém, o meu oponente desceu um Viserys que diminuía em um a quantidade de poder necessário para vencer a cada attachment se ele for o único Rei em jogo. Meu deck não tinha nenhum Rei e eu não conseguia matá-lo porque ele estava muito forte e com duplicata.

A segunda partida foi Lannister contra Lannister, foi bem rápido. Usamos o plano Hospitalidade Frey ao mesmo tempo, o que me prejudicou muito. Além disso, ambos estavamos utilizando a agenda O Poder por Trás do Trono. Foi tudo contra mim. Cersei não me deu tempo nem de respirar. Não consegui desenvolver meu deck.

A terceira partida foi contra outro deck Targaryen. Dessa vez, foi briga de casal, eu contra Felipe. Ele deu sorte porque saiu tudo que era preciso praticamente na primeira mão. Então, Dany e os dragões desceram rápido na mesa. E esse é um combo muito bom, ainda mais com os terrenos que dão um suporte maravilhoso.

Na quarta partida, Lannister contra Lannister novamente. Faltou dinheiro, aí foi só chorar. Fiquei em último lugar, mas é assim que se aprende. Meu deck não está ruim, até porque não fui eu quem montou. Ele está bem redondo, é mais questão de pegar familiaridade (isso só jogando) e fazer um ou outro ajuste. Estou pensando em trocar a versão do Tywin e do Jaime, talvez colocar um Joffrey para ter Rei no deck. Além de substituir o plano A Arte da Sedução por um Valar Morgulis ou Fogo Vivo. Também queria colocar uns redutores de custo.

 Galera que participou do torneio reunida.

Os primeiros colocados.

Depois foi hora de descontrair com um joguinho leve, foi aí que entrou o cardgame da padaria. Cada jogador tem quatro cartas de ingredientes que servem para fabricar os produtos que serão vendidos, vence quem conseguir 10 de dinheiro. O jogo é bem simples, rápido e divertido, com bastante interação. É possível trocar ingredientes e produtos (se tiver mais de um) com quem está ao seu lado. O lance é produzir e vender, a questão é que não dá para fazer as duas ações no mesmo turno.

 Visão geral da mesa.

Guia das ações.

De volta ao tema do dia, minha ideia era jogar Battles Of Westeros. Mas chegou um pessoal novato querendo jogar A Game Of Thrones: The Board Game, então fui ao sofrimento de tentar explicar uma enxurrada de regras que eu não lembrava direito porque já fazia muito tempo desde a última vez que joguei. Não esperava precisar explicar o jogo, nem muito menos planejava jogá-lo. É um jogo excelente, porém muito longo e complicado. Mas o Heitor, o explicador oficial não estava presente, então não tive muita escolha.

 Battles Of Westeros lindão depois de montado.

Queimando os neurônios…

A galera era bem esperta, isso facilitou bastante as coisas. Mesmo aos trancos e barrancos até que o jogo fluiu bem. Não deu para jogar até o final por uma questão de tempo, mas eles falaram que iriam voltar no mês que vem e dessa vez mais cedo. Então, me comprometi a estudar as regras direitinho para essa futura partida. Um deles já apareceu no evento do Facebook da próxima edição que já está criado, pedindo o levar o jogo.

 Pessoal super gente boa.

Como eu disse no início do texto, a nossa coleção pessoal está bem grande, ficando cada vez mais difícil escolher o que levar para o evento. Apesar de morarmos perto, é complicado carregar tanta coisa sem carro. Por isso, a tendência é cada vez mais incentivarmos os frequentadores a pedir pelos jogos que gostariam que levássemos.
A edição do mês que vem será especial Vaporaria, lançamento da Riachuelo Games. Tivemos o prazer de tê-lo para playteste no Guadalupeças de fevereiro. Estou bem ansiosa para conferir a versão final, quem vem acompanhando o desenvolvimento do jogo sabe que o trabalho de arte como um todo está incrível.

 Essa arte é linda demais.

Vaporaria é um Wargame de porradaria entre robôs gigantes (Mechas) e aliens  em universo que mistura Fantasia com Steampunk, o mundo de Lyzarbhi. As minis dos Tripedens (que são os alienígenas) estão lindas demais e a parceria com a Monst3r Factory para os cenários promete render ótimos frutos. Para completar, será lançada uma trilogia de livros, Crônicas de Vaporaria, para quem quiser se aprofundar na história. O primeiro livro já saiu e se chama Xumour e o Fogo do Céu.

Obrigada a todos pela presença na edição desse mês e os aguardo em 03 de agosto para muito mais diversão. Segue abaixo mais algumas fotos de outros jogos que rolaram durante o evento.

 Airline Europe com MagnaCash.

Um dos vencedores do sorteio do MagnaCash.

Buccaneers Bones

Cyclades.

Lords Of Waterdeep.

Blueprints. Filipe Cunha mostrou que a gente estava jogando errado. Já fiz o devido acerto no post do jogo aqui no blog.

Room 25.
Compartilhe:

2 thoughts on “Guadalupeças: Especial Game Of Thrones”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *