Notícia: Ligadas na Meeple

Na sexta-feira (dia 12) foram abertas as inscrições do edital Ligadas na Meeple, uma iniciativa pioneira muito legal promovida pela editora Meeple BR em parceria com a Liga Brasileira de Mulheres Tabuleiristas, com o objetivo de selecionar um jogo de cartas inédito de autoria exclusivamente feminina para publicação. Confira as principais informações sobre cada uma das etapas do processo.

A Fase de Inscrição estará aberta até 12 de julho, sendo necessário anexar os arquivos referentes ao manual, protótipo e folha de venda do jogo cadastrado. Uma mesma participante pode se inscrever com diversos jogos ou compor diferentes times de autoras de outros jogos. 

A orientação referente ao protótipo é que tenha um limite de até no máximo 110 cartas, sendo 55 cartas um número considerado como ideal. Os tamanhos devem ser Padrão, Standard ou USA. Além das cartas, é permitida a utilização de até no máximo 20 marcadores de papelão.

No entanto, durante a Fase de Inscrição, haverá uma Etapa Preparatória com o objetivo de ajudar as interessadas antes de inscreverem seus protótipos. Serão 4 encontros virtuais que tratarão de questões fundamentais do desenvolvimento de um jogo. As datas serão divulgadas aos poucos*, mas os temas todos já foram informados:

1. Pondo as ideias na mesa: como dar forma de jogo ao que imaginei? (10/04 às 14h com a game designer Talita Rhein)

2. (Ar)riscando mecânicas: começar com consistência para ver funcionar
3. A pesquisa de tema e os componentes: não basta contar, tem que comunicar
4. Pronto para testar (?): nada de queimar a partida!

*O post será atualizado conforme as datas forem sendo divulgadas

Independente de ter ou não um jogo efetivamente para inscrever no edital, acho que vai valer muito a pena participar dos encontros para aprender mais sobre o funcionamento do processo de criação daquilo de que tanto gostamos. E quem sabe ao participar um jogo não surge?

O edital não é exclusivamente para quem já tem seu projeto pronto, não é preciso ter a ideia toda estruturada. Ele é também para quem tem a vontade de criar um jogo ou tem apenas uma ideia mesmo que vaga. Às vezes é muito difícil dar o salto necessário para materializar aquilo que está apenas na mente. 

Após o encerramento do período de inscrição, haverá uma Etapa de Avaliação não eliminatória de 30 dias em que serão verificados os seguintes itens:

1. Cumprimento dos pré-requisitos indicados no edital
2. Qualidade da comunicação e clareza em relação à proposta do jogo
3. Qualidade do desenvolvimento das regras do jogo
4. Originalidade (mecânica e temática)

Cada participante receberá por e-mail um relatório pontuando os aspectos que se destacaram e sugestões de melhoria. Não sendo uma etapa eliminatória, exceto pelo item 1, é muito bacana que todas terão essa oportunidade de receber uma avaliação feita por profissionais do mercado. Após isso começam as etapas eliminatórias.

A primeira é a Etapa de Apresentação, entre os dias 16 e 25 de agosto, em que as participantes precisarão tentar vender a ideia de seus jogos enquanto produtos em apresentações de 5 minutos (um pitch de negócios). O resultado será divulgado em 31 de agosto.

Isso pode parecer um pouco assustador. Exige foco, síntese e autocontrole. Porém, será sem interrupções, possíveis perguntas só serão feitas depois, então dá para ensaiar bem o que será dito e o modo como isso será feito. 

Um bom pitch costuma envolver:

● uma apresentação simples e direta, mas também envolvente
● uma definição precisa do público-alvo do produto final
● uma demonstração ou explicação clara daquilo que destaca a sua proposta em relação a possíveis concorrentes.

No edital tem uma série de dicas, como as que coloquei acima, mas deixo uma pessoal que é: ensaie com outras pessoas, pois é muito diferente de fazer sozinha. Não apenas pelos fatores de timidez e nervosismo, mas também vai contribuir bastante na própria construção da apresentação. 

A segunda, e última, é a Etapa de Demonstração, que ocorrerá entre 01 e 19 de setembro, em que os protótipos serão efetivamente jogados. As partidas ocorrerão através do Tabletopia com a participação da autora e membros da Comissão Avaliadora, pelos menos 3 deles deverão jogar. O jogo escolhido para ser publicado será divulgado no mês de outubro. Seu processo de desenvolvimento, produção e publicação por parte da editora é informado no edital como a partir de março de 2022.

O objetivo deste texto foi apenas o de oferecer algumas das principais informações de forma reduzida e acompanhadas por breves comentários pessoais. A leitura do edital e seus anexos é imprescindível para o perfeito entendimento de todo o processo em detalhes, algo essencial para todas que pretendam participar dessa incrível iniciativa.

Na parte dos anexos é explicado os motivos da escolha por um jogo de cartas, o que pode parecer meio óbvio, mas é interessante pensar um pouco mais afundo nas questões de versatilidade, popularidade e acessibilidade que fundamentaram a decisão. Além disso, são dados exemplos de diversos jogos de cartas, informações sobre como elaborar um manual e uma folha de vendas (todos os elementos necessários) e orientações para a realização de um pitch de negócios. 

O Turno Extra está muito empolgado e feliz com o edital Ligadas na Meeple, torcendo para que venha inspirar outras iniciativas semelhantes que promovam incentivos reais a uma participação mais diversificada, em todos os níveis, no mercado de boardgames. Quem precisar de playtester para seus protótipos só entrar em contato.

Fiquem ligadas nas redes sociais da Liga Brasileira de Mulheres Tabuleiristas e da editora Meeple BR para acompanhar todos os detalhes dessa iniciativa que ainda tem mais algumas surpresas que estão por vir e serão informadas aos poucos. 

Segue abaixo o vídeo da live de lançamento do edital Ligadas na Meeple:

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *