Análise: Star Realms, da Editora Devir

No post anterior, fizemos uma lista de Jogos Acessíveis para 2 Jogadores. De todos os 6 títulos recomendados, apenas um deles ainda não tinha nenhum tipo de conteúdo publicado por aqui. Então, chegou o momento de corrigir essa falha e apresentar para vocês, com todos os devidos detalhes, o Star Realms.

Continuar lendo Análise: Star Realms, da Editora Devir

Compartilhe:

Análise: Zumbis! da Mandala Editora

Zumbis! é um livro-jogo, em formato quadrinhos, lançado no Brasil pela Mandala Jogos que pode ser uma opção bem interessante de entretenimento solo em tempos de isolamento social. Com uma temática de bastante apelo popular, Zumbis! oferece uma rejogabilidade que impressiona, pois oferece uma diversidade de caminhos narrativos bastante ampla, além de possibilitar ao jogador a escolha de jogar como zumbi ou sobrevivente.

Continuar lendo Análise: Zumbis! da Mandala Editora

Compartilhe:

Conheça Saikoro Club: Um anime sobre boardgames

Quem acompanha regularmente animes sabe que eles são capazes de abordar absolutamente qualquer tema. Para a nossa felicidade, chegou a hora e a vez dos boardgames. Saikoro Club conta a história de um grupo de estudantes unidas pelo prazer de se reunir em volta de uma mesa para jogar. A cada episódio, temos as meninas descobrindo um novo título, mas não apenas isso, uma delas se lançará no desafio de criar seu próprio jogo.

Continuar lendo Conheça Saikoro Club: Um anime sobre boardgames

Compartilhe:

Análise: Deusastrados, da TGM Editora

Deusastrados, do game designer Alexander Francisco, é mais um ótimo jogo festivo nacional lançado no mercado pela TGM Editora. Ele comporta 2-4 jogadores e utiliza uma eficiente combinação de Ação Simultânea com Poderes Variados, Reconhecimento de Padrões e Toma Essa. Destaque para a bela arte de Guilherme Cavalcante.

Continuar lendo Análise: Deusastrados, da TGM Editora

Compartilhe:

Análise: Don’t Turn Your Back, de O Capturador

Don’t Turn Your Back, do game designer Eric B. Vogel, publicado originalmente pela Evil Hat Productions, e lançado no Brasil pela O Capturador, é uma empolgante mistura de Construção de Baralho, Alocação de Trabalhadores e Controle/Influência de Área. O jogo que comporta de 2-4 jogadores é ambientado no interessante universo do RPG de terror Don’t Rest Your Head, que nos apresenta a insanidade do mundo dos pesadelos, muito bem representada pela arte de George Cotronis.

Continuar lendo Análise: Don’t Turn Your Back, de O Capturador

Compartilhe:

Análise: Córtex Desafios, da Mandala Jogos

Córtex Desafios foi um dos jogos festivos mais divertidos que joguei recentemente. Lançado no Brasil pela Mandala Jogos, ele apresenta 8 tipos de Desafios distintos que variam entre diferentes possibilidades de utilização de Memória e Reconhecimento de Padrões combinados com Ação Simultânea para testar a capacidade mental de 2-6 jogadores. Seu preço está na faixa dos R$70, o que o torna ainda bastante competitivo, principalmente pelo seu diferencial de possuir cartas texturizadas.

Continuar lendo Análise: Córtex Desafios, da Mandala Jogos

Compartilhe:

Análise: Sirvam o Rei, da TGM Editora

Sirvam o Rei, do game designer Joshua Kritz, é uma primeira tentativa muito necessária da TGM Editora de lançar um jogo pequeno e de baixo custo. Com uma caixinha que cabe no bolso e valor abaixo da linha dos 50 reais, o jogo para 3-6 jogadores é uma combinação de Memória e Gestão de Mão, com algumas doses de Toma Essa e Blefe. Destaque para a bela arte de Diego Sá.

Continuar lendo Análise: Sirvam o Rei, da TGM Editora

Compartilhe:

Análise: Dead & Breakfast, da Braincrack Games

Dead & Breakfast é um jogo de colocação de peças em que os jogadores disputam quem consegue construir o melhor hotel mal-assombrado. Lançado através de uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo pela Braincrack Games, trata-se do primeiro trabalho publicado do game designer carioca Rodrigo Rego.

Continuar lendo Análise: Dead & Breakfast, da Braincrack Games

Compartilhe:

Análise: Wingspan, da Ludofy Creative

Quando Wingspan foi lançado chamou bem pouco a minha atenção. Apesar de gostar de jogos com temáticas diferentes, estou realmente cansada de fantasia medieval estilo D&D, observação de pássaros não é um tema dos mais atrativos. Porém, praticamente todos os dias aparecia alguma foto nas minhas redes sociais, o que começou a mexer com a minha curiosidade. Fora que o jogo tem uns componentes realmente bem bonitos.

Continuar lendo Análise: Wingspan, da Ludofy Creative

Compartilhe:

Análise: Valente – O amor em jogo, da Geeks N Orcs

Valente – O amor em jogo é um cardgame baseado na premiada série de HQs do quadrinista brasileiro Vitor Caffagi, que conta as divertidas aventuras amorosas de um simpático cãozinho de nome Valente. O jogo foi lançado no ano passado pela editora Geeks N’ Orcs através de uma campanha de financiamento coletivo muito bem-sucedida, a meta foi alcançada em menos de 1 hora, e tem como game designer Renato Simões.

Continuar lendo Análise: Valente – O amor em jogo, da Geeks N Orcs

Compartilhe: